O violão de João Bosco: Cabeça de Nego & Ai ai ai de mim

 

A bomba mais forte que o São João do Planalto Central tem é a 'cabeça de nego'. Os fogos de artifício serviam para mostrar as novidades. Então será que o título do LP de João Bosco iria nessa praia dos fogos? Nao tinha! Mas como nasci às vésperas da festa junina, eu festejei a chegada do LP, porque as revistas acompanhavam o sucesso dele nas trilhas de novelas, desde que Elis Regina mostrou suas clássicas composições com Aldir Blanc. Aliás, como o que eu imaginei que fosse aprender de violão seria o que toca João Bosco, o meu LP (na época) ficou arranhado de tanto girar minha cabeça, negão! Mas era a raiz negra explorada com maestria! Tinha o grande baixo fretless de Nico Assumpção! E tinha ritmo, muito ritmo negro! É uma obra limpa, transparente na mixagem, e cheia de estilo e maestria ao violão.  Paralelamente, tinha o outro LP lançado simultaneamente, com o grande sucesso "O amor quando acontece ".  Posso julgar, depois de muitos giros, que foi o ápice da carreira dele na mídia. Um violonista de personalidade, sempre detonando o ritmo no instrumento, seja marcando de um lado uma nova forma para o samba, seja trazendo raízes caribenhas e libanesas. Ouça "Da África à Sapucaí", o mp3, porque não achei vídeo com Nico Assumpção tocando junto.

 

 

 

Please reload

Please reload

Redes Sociais

  • Wix Facebook page
  • YouTube Social  Icon