Técnica e Feeling

 

Ao falarmos sobre técnica na guitarra, muitos podem associar isto, exclusivamente, à questão da velocidade, ou seja, quem toca rápido, tem boa técnica. Porém, as coisas não são bem assim. A técnica é mais abrangente do que isso. Ela nos dá liberdade para nos expressar completamente no nosso instrumento e nos torna capaz de executar qualquer ideia que nos venha à mente. Só que isso não se resume apenas à questão da velocidade. É preciso ter técnica não só para ser rápido, mas para executar um bom bend, vibratos, harmônicos, tocar com clareza e definir bem o som de cada nota. Por isso não podemos nos enganar e achar que apenas os “shredders” tem boa técnica.

 

Podemos fazer um teste! Tente imitar o vibrato de B.B. King. Acha que consegue fazer igual? Por que identificamos tão facilmente o vibrato desse grande mestre da guitarra? Simples, por causa da sua técnica. E se você não consegue fazer com que o seu vibrato soe como o de B.B. King, é porque você não possui a mesma técnica que ele. Outro exemplo! Os bends de David Gilmour. Se ele não possuísse uma boa técnica, não seria capaz de traduzir sua grande expressividade com a sua guitarra. Isso é fruto de uma boa técnica.

 

A técnica é importante e nos liberta para nos expressarmos livremente, mas não se resume apenas à questão da velocidade. Outro equívoco é achar que a velocidade não está associada ao feeling. Traduzindo para o português, feeling quer dizer sentimento. Existem vários tipos de sentimentos: felicidade, tristeza, alegria, ódio, raiva... De que forma poderíamos traduzi-los para nosso instrumento? De que forma podemos expressar uma ideia de força, poder, raiva, fúria? A velocidade pode ser um elemento para isso. Zakk Wylde, por exemplo, consegue traduzir alguns desses sentimentos, utilizando, dentre outros elementos, a velocidade. Em contrapartida, não encontraremos poder, raiva ou fúria em um solo de John Frusciante em Scar Tissue, por exemplo. São sentimentos diferentes, mas não podemos negar que o sentimento está presentes nos dois exemplos.

 

Portanto, técnica e feeling são coisas que devem andar juntas. Precisamos de técnica para expressar o nosso feeling, lembrando que isso não se resume apenas à velocidade!

 

 

 

Zakk Wylde

 

 

 

John Frusciante

 

 

 

B.B. King

 

 

 

David Gilmour

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Gurgel

 

 

 

 

 

 

 

Toque 300 Cifras para Iniciantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Please reload

Redes Sociais

  • Wix Facebook page
  • YouTube Social  Icon