Atletas e músicos

 

Existem muitas coisas comuns entre os atletas e os músicos.  As atividades de tocar um instrumento e praticar um esporte possuem familiaridades em relação à preparação, o lidar com a técnica, o estudo, trabalho e as condições psicológicas envolvidas. A rotina de um músico é parecida com a de um atleta. 

 

Tocar um instrumento requer o uso do corpo humano com  capacidade e destreza  para conseguir executar a música. O domínio técnico faz parte da vida do músico assim como do atleta, cada qual em sua modalidade, por isso é necessário aprender, treinar e repetir regularmente para manter a técnica e a habilidade em um nível elevado, pois se você para de exercitar, "enferruja".

 

A rotina de dedicar algum tempo por dia ou por semana ao instrumento, os exercícios de repetição constante para melhorar os movimentos, a determinação  de melhorar um pouco a cada dia até conseguir o objetivo de tocar uma música pode ser comparada ao de um ginasta, um nadador, um jogador, enfim, um atleta que quer realizar sua atividade com perfeição.

 

Da mesma forma que um jogador de baskete passa um grande tempo arremessando na cesta, repetindo para na hora do jogo não errar, ou um jogador de futebol treina repetidas faltas, ou um ginasta repete um salto "milhares" de vezes para acertarem na competição, nós, que tocamos violão, precisamos ficar treinando um pequeno trecho da música, uma troca de acordes, uma forma de fazer a batida, repetindo um solo ou música até a exaustão para conseguirmos acertar na hora da apresentação.  

 

Essa comparação segue, na sua devida proporção, entre atletas e músicos amadores e profissionais. A quantidade de treino, o propósito e a busca da excelência entre os profissionais é diferente do amador, nestes há mais a busca do lazer naquela atividade. O encontro com o público é outra coisa em comum entre esportistas e músicos profissionais. Com os amadores as atividades esportivas e musicais fazem parte da socialização das pessoas.

 

Portanto, os esportistas são um grande exemplo e fonte de inspiração para os músicos também. Música e esporte são atividades que formam o caráter do indivíduo e se complementam, para o espírito e para o corpo.  São duas grandes atividades para educar o ser humano.

 

Aprender um instrumento leva a percepção que o esforço aliado ao tempo é a causa das nossas conquistas reais. Faz a pessoa entender que o sucesso advém do trabalho, que é uma relação de causa e efeito e que aquilo que, às vezes, parecia impossível, foi  superado pelo seu mérito.

 

 

 

Alexandre Bloisi

Professor de Violão

 

 

 

 

 

Aprenda a tocar violão agora

 

 

Please reload

Redes Sociais

  • Wix Facebook page
  • YouTube Social  Icon